Professores da rede estadual organizam seus espaços em casa para início do ensino remoto – Simões Filho Fm
por Redação

Professores da rede estadual organizam seus espaços em casa para início do ensino remoto


  •  
  •  
  •  

Os professores e coordenadores pedagógicos da rede estadual já organizam espaços para o ensino remoto, a partir da próxima segunda-feira (15), quando começa o ano letivo 2020/21. Em suas casas, os educadores montaram mesa com computador e estante com livros e estão cheios de expectativas para esta nova fase de trabalho, visando garantir o processo de ensino e aprendizagem dos estudantes.

A professora de Língua Portuguesa, Lucília Coimbra, do Ensino Fundamental II do Colégio Estadual Dep. Henrique Brito, em Salvador, é uma das que organizaram em sua residência um ambiente de estudos com a infraestrutura necessária para planejar as atividades; participar de eventos virtuais, como formação de professores; e realizar interação com estudantes, colegas e unidade escolar. “Acredito que uma rede de colaboração se forma para o compartilhamento de atividades, avaliações, ideias, propostas e troca de experiências em que todas as comunidades escolares saem ganhando. Esse coletivo – que envolve professores, estudantes e suas famílias, gestores escolares e órgão central – encara um novo formato de mediação do ensino e da aprendizagem pela força das circunstâncias e pela necessidade de explorar mais amplamente o conhecimento que está em todos os lugares”, pontua.


Quem também está cheia de perspectivas para o início do ano letivo é a professora de Matemática, Danyelle Araújo, do Colégio Estadual Juiz Jorge Faria Góes, em Feira de Santana. Ela fala como vai ser a interação com os estudantes. “Pretendo propor atividades que se adaptem às diferentes realidades, sem perda de qualidade, focando nas competências e habilidades a serem desenvolvidas, sem perder de vistas as que não foram alcançadas, devido ao fechamento das escolas ou qualquer que tenha sido o motivo”.

O também professor de Matemática e diretor do Centro Estadual de Educação Profissional (CEEP) em Gestão e Tecnologia da Informação Álvaro Melo Vieira, em Ilhéus, Jorgeney Argolo, fala que suas expectativas são as melhores. “Estamos com muita gana e a todo vapor, pois queremos dar o melhor para a nossa comunidade escolar de forma segura e afetiva. Vamos fazer todo o possível para que os estudantes se sintam seguros e acolhidos para uma aprendizagem prazerosa e confortável”, afirmou, ao destacar que a unidade já tem este vínculo estabelecido com os estudantes, a partir de diferentes atividades remotas desenvolvidas em 2020, a exemplo das orientações dos projetos de iniciação científica realizados no âmbito do projeto Ciência na Escola, da SEC.

Fonte: Governo do Estado da Bahia


  •  
  •  
  •  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *